Concessionária Ford em Foz do Iguaçu - PR

Por Autoeste 09.01.2020

O “quebra-molas” como é conhecido, foi feito pensando na segurança do motorista, mas, na maioria das vezes se torna uma dor de cabeça.

Se você é uma das pessoas que não sabe qual o jeito certo ou ainda tem dúvidas se passa certo ou não por um quebra-molas, fique com a gente!

Mas, afinal qual o jeito certo?

Ao passar por um quebra-molas, as duas rodas devem passar juntas, sabemos que, a lombada pode sim prejudicar na suspensão do carro, mas fazendo isso da maneira certa evita prejuízos.

Se por um acaso conhece alguém ou você mesmo já passou com o carro na diagonal por um quebra-molas, saiba que isso só prejudicou o seu carro.

O que acontece quando passa com o carro na diagonal?

Passando com o carro na diagonal, exige uma força maior da suspensão e ainda causa uma torção na estrutura do carro, ou seja, como se o carro fosse torcido, prejudicando outro sistema, que é o de soldagem.

Nem pense em passar com uma roda só pelo espaço entre o quebra-molas e a rua, isso prejudica não só a suspensão do seu carro como também outros componentes.

Quais cuidados devo manter com a suspensão do carro? Separamos algumas dicas que podem te ajudar, confira.

Evite as guias

Passar com a roda do carro na guia prejudica o rolamento da roda, a suspensão e pode danificar a banda lateral do pneu.

Cuide com quebra-molas e valetas

Sempre que for passar por quebra-molas e valetas passe de frente, evite passar na diagonal. A pratica de passar na diagonal prejudica o monobloco do carro.

Mantenha o alinhamento e balanceamento em dia

Um carro desalinhado não roda por muito tempo e sem o balanceamento correto muito menos, um carro desalinhado faz com que exija muito a força do volante e o desalinhamento causa trepidações, por isso, é tão importante que esteja tudo em dia.

Atenção com os pneus

Por último, tenha cuidado com os pneus, não rode com o carro se eles estiverem murchos, além do desgaste que ocorre nos pneus, prejudica outras peças do sistema de rodas. O recomendado é fazer a calibragem a cada semana.

Fonte de pesquisa: G1 Carros e Autopapo